Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Dezembro 2010
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Twitter

PARABÉNS JORGE MENDES

Jorge Mendes foi considerado o Empresário do Ano.
Recebeu o prémio ontem no Dubai.
Mais um português na alta roda do Futebol Mundial.
É claramente o empresário mais influente no Mundo do Futebol.
As grandes transferências passam por ele.
Itália, Espanha, Inglaterra, Brasil e mais recentemente a Turquia são mercados preferenciais.
Todos os dirigentes querem ter o seu(s) numero(s) de telefone…. Quem sabe pode estar ali um grande negócio.
Parabéns e continuação de bom trabalho.


2 comentários 30 de Dezembro de 2010

QUEM VAI GANHAR?

Este é último Pontapé de Saída em 2010.

Um ano repleto de dificuldades, extensíveis ao desporto em geral e ao futebol em particular.

Ano marcado pela crise económica e financeira e pela triste prestação da selecção no Mundial da África do Sul.

Infelizmente o desemprego em Portugal atingiu números nunca anteriormente pensados provocando por essa via também a ausência dos espectáculos desportivos. É bem verdade e merece reflexão a redução do número de espectadores, obrigando os responsáveis a campanhas para atrair as mulheres, jovens e famílias aos espectáculos procurando seduzir com a redução dos preços dos bilhetes.

A crise não pode ser vista como uma fatalidade, não podemos ficar de braços caídos, temos que arregaçar as mangas e transformar as dificuldades em oportunidades.

É isso que faz José Mourinho, o melhor treinador do mundo que tem em 2010 o seu melhor ano. Ao serviço do Inter de Milão venceu a Liga e a Taça e em Madrid tive ao prazer de assistir ao vivo a uma final inesquecível onde o Inter venceu o Bayern de Munique. Já não saiu sem ter acordo com o Real Madrid, onde está conquistar tudo e todos..

José Mourinho vai continuar a ser muito especial e atrair as atenções do mundo que gosta de desporto.

O mundo dos automóveis também tem os olhos postos em Armindo Araújo que se sagrou bi-campeão do mundo de Ralis em Produção.

É uma proeza só ao alcance de um grande campeão. Proeza cometeu o Domingos Paciência dando dimensão internacional ao Sporting de Braga jogando a Champions de forma desinibida o que encheu de orgulho António Salvador o Presidente que transformou o futebol do Braga, elevando a fasquia tornando-o um dos grandes do futebol português.

Em grande também está André Villas-Boas que só sabe ganhar ao serviço do F.C. Porto.

Quem vai ganhar em 2011? Vamos esperar para ver…

Pontapé-de-Saída, A Bola, 28/12/2010


Adicionar comentário 28 de Dezembro de 2010

FUTEBOL MAIS POBRE

Já passaram alguns dias do Natal. Espero que todos tenham tido um bom Natal, uns com mais outros com menos, mas todos como o mínimo aceitável para esta quadra festiva.

Várias notícias tristes das quais destaco o desaparecimento de Pôncio Monteiro e de Aurélio Márcio. Um foi dos mais influentes dirigentes do FCP, dotado de um extraordinário sentido de humor, acutilante mas sempre respeitador e com grande inteligência. Aurélio Márcio, um jornalista à moda antiga, um apaixonado da escrita e uma referência do jornalismo português. Um verdadeiro embaixador, distinguido pelos governos e diversas entidades. Nesta época natalícia o desporto português ficou mais pobre e ainda mais triste.

Quando uns partem outros regressam. É o caso de José Couceiro. O seu regresso ao Sporting é um sinal importante. Um sinal de alguém que tem muita experiência no futebol e que pode ser de enorme utilidade também para potenciar a Academia de Alcochete que tem sido um exemplo de sucesso com reconhecimento nacional e internacional, sendo o seu modelo já exportado para outros países.

Por falar em outros países sabemos que Michel Platini prepara a sua reeleição no congresso da UEFA. É preocupante o impasse que se vive na Federação com repercussões internacionais. Se em Portugal a FPF não se colocar dentro da legislação em vigor terá também problemas na sua relação com o exterior, UEFA e FIFA.

Depois de reunido o CND não podem os responsáveis fingir que nada se passou. Neste conselho aconteceu de tudo, uns faltaram, outros saíram mais cedo, alguns assobiaram para o lado e ainda existiram uns poucos que pediram medidas mais duras pela manifesta falta de respeito com a legislação em vigor.

Julgo que chegou a hora das associações darem um sinal de boa vontade para se encontrar uma solução que ultrapasse o impasse que nada dignifica o futebol.

Pontapé-de-Saída, A Bola, 27/12/2010


Adicionar comentário 27 de Dezembro de 2010

SÓ FALTAM 46 DIAS…

Mesmo com o estatuto de utilidade pública suspenso a AG da FPF decorreu normalmente. Aprovou por unanimidade o relatório e contas de 09/10, bem como o orçamento para 10/11.

As eleições foram entretanto marcadas para 5 de Fevereiro. Faltam 46 dias para a data anunciada.

São 46 dias de intenso trabalho para se adaptarem os estatutos à legislação em vigor.

As associações distritais terão que concertar posições. O próximo acto eleitoral deve realizar-se com os estatutos alterados. A reacção do poder político se as eleições forem feitas com os actuais estatutos será muito forte e entendida como falta de respeito ou até provocação à tutela que pacientemente procura solução ou entendimento.

Esta procura de entendimentos tem sido feita de forma silenciosa e confidencial com diversos dirigentes associativos, mas não tem até ao momento dado resultado, ou seja durante este tempo todo devem existir uns poucos que se divertem com o impasse.

Impasse que tem assumido proporções inimagináveis e uma clara discriminação relativamente a todas as outras Federações que procederam a alterações.

Já aqui escrevi a minha opinião sobre o Dr. Gilberto Madail, o passado, o presente e o futuro. O futuro só a ele pertence, naturalmente que se a sua posição estará fragilizada se não ocorrerem as alterações que ele próprio deseja, bem como a FIFA que já se pronunciou sobre este assunto. As associações dizem que caso o Dr. Madail deseje ser novamente candidato pode contar com o apoio delas. Aqui está uma questão de enorme relevância, pois se assim o desejam terão que normalizar a relação com o Estado. Com os actuais estatutos o Dr. Gilberto Madail não deve ser candidato, por razões internas (relação com o Governo) e externas (UEFA e FIFA).

Se querem eleger o Dr. Madail, mudem lá os estatutos… Já só faltam 46 dias.

Pontapé-de-Saída, A Bola, 21/12/2010


Adicionar comentário 21 de Dezembro de 2010

DRº. PÔNCIO MONTEIRO

No final da reunião do executivo camarário em Oliveira de Azeméis recebi a triste noticia que dava conta do desaparecimento do Dr. Pôncio Monteiro.
Uma personalidade incontornável do futebol em geral e do F.C.Porto em particular.
Homem dotado de um elevado sentido de humor, sempre acutilante, mas respeitador.
Falei muitas vezes com ele, de Futebol e também de Política, fica a recordação de uma pessoa afável, simpática, inteligente,  que nunca em nenhuma circunstância abdicava de defender o F.C.Porto.
Aqui manifesto a minha tristeza pelo inesperado e repentino desaparecimento do Drº Pôncio Monteiro.
Aos familiares e amigos mais próximos, um abraço grande.


1 comentário 21 de Dezembro de 2010

A EMOÇÃO… E AS MARCAS

Portugal precisa de valorizar as suas marcas.

Os clubes, as organizações, os jogadores, os adeptos e as infra-estruturas são meios interessantes para o marketing desportivo. A activação e o envolvimento dos adeptos por um lado e dos consumidores por outro são fundamentais para qualquer estratégia ter sucesso.

Se ao futebol juntarmos inovação temos sucesso garantido. É importante manter alguma consistência, pois não se atingem os objectivos com apostas pontuais. Com o futebol a notoriedade chega mais depressa e, consequentemente, o incremento das vendas.

O futebol é uma paixão que mobiliza multidões fazendo esquecer muitas vezes os problemas que nos afectam.

Há quem tenha ao longo dos últimos anos potenciando a ligação entre o desporto e as marcas conseguindo assim, dessa forma, resultados extraordinários. A Sagres e o Dr. Alberto da Ponte são um bom exemplo. A Vitalis, infelizmente, interrompeu uma relação que estava no caminho certo. A Super Bock procura recuperar o tempo perdido apostando de forma avulsa em alguns clubes e a recém-chegada Orangina pode ter no futebol o meio para ganhar mercado e notoriedade.

Falo assim da Orangina porque dá o seu nome a uma competição repleta de emoção.

Uma competição que quanto mais forte for, mais forte será também a principal prova organizada pela Liga Profissional.

A Liga Orangina precisa de ser olhada como uma oportunidade e não como um problema. Precisa de carinho e de ter atenção por parte de quem “activa” o mundo do futebol. Já tem televisão graças à visão estratégica da Sport TV, precisa de público nos estádios e de maior notoriedade para proporcionar mais receitas aos clubes que ano após ano proporcionam grandes espectáculos até à última jornada, pois só aí se decide quem sobe e quem desce.

A Liga Orangina tem tudo. Até emoção…

Por isso merece mais atenção das marcas.

Pontapé-de-Saída, A Bola, 20/12/2010


Adicionar comentário 20 de Dezembro de 2010

AURÉLIO MÁRCIO

Acabei de receber uma notícia muito triste.
Faleceu o jornalista Aurélio Márcio.
Conversei muitas vezez com ele sobre o nosso Futebol e a nossa selecção.
Um amante do Desporto em geral e do Futebol em particular.
Diversas distinções, desde o Presidente da República ao Governo passando também pela FIFA.
Homem com uma paixão enorme pelo Futebol:
O Desporto português está mais pobre.
Um abraço aos familiares e amigos mais próximos.


2 comentários 20 de Dezembro de 2010

CAMPEÕES

Foi bonito de ver e ouvir A Portuguesa no Campeonato da Europa de Corta-Mato. As Açoteias voltaram a ser um local de eleição para o nosso atletismo.

Todos estão de parabéns. Desde a Câmara Municipal de Albufeira até aos representantes máximos do atletismo. Jéssica Augusto sagrou-se campeã europeia bem como a selecção nacional sénior feminina. O atletismo volta a dar prestígio a Portugal. Foram o Prof. Moniz Pereira, Carlos Lopes e Rosa Mota entre muito outros os principais protagonistas durante muitos anos. Hoje temos uma nova geração de atletas briosos, esforçados e com fibra de campeões.

O atletismo português tem sabido ultrapassar as dificuldades e contornar os problemas. Espero que este trabalho seja motivo de inspiração para outras modalidades desportivas. Nada acontece por acaso. Os sucessos são fruto de muito trabalho.

Quem também se tem esforçado é o Filipe Albuquerque, jovem piloto que recentemente causou uma enorme surpresa ao vencer a corrida dos campeões.

Filipe Albuquerque demonstrou todas as suas capacidades, pois para vencer a corrida teve que bater Sebastian Vettel que recentemente se sagrou campeão mundial de Fórmula 1. Na final, o português surpreendeu tudo e todos ao derrotar Sebastien Loeb. É a primeira vez na história que um português vence esta prova que junta os melhores pilotos de automóveis.

O que é de estranhar é a falta de apoios que um jovem com estas características tem. Se aqui ao lado em Espanha a Repsol investe milhões, em Portugal as empresas não apostam de forma decidida nos pilotos portugueses. Que mais precisará de ganhar Filipe Albuquerque para merecer a atenção dos patrocinadores?

Os pilotos portugueses com grande talento precisam de trabalhar o dobro ou triplo dos seus concorrentes. Que o diga o bi-campeão do mundo Armindo Araújo. É estranho não é?

Pontapé-de-Saída, A Bola, 14/12/2010


Adicionar comentário 14 de Dezembro de 2010

NÃO PODEMOS ANDAR PARA TRÁS

Muito se tem falado em arbitragem nas últimas semanas. Do fora de jogo ou do penalty mal assinalados, do apito que afinal não apitou e do cartão mal mostrado. Mas pouco se tem falado de condições para um melhor desempenho de todo sector da arbitragem.

A UEFA e o Sr. Platini continuam a resistir à introdução de meios tecnológicos que contribuam para uma melhor decisão sem interrupção do jogo. Não sei até quando este “capricho” se vai manter pois já não restam dúvidas de que a medida uefeira de ter mais dois árbitros não interessa a ninguém e de pouco serve a não ser para estorvar.

Em Portugal Vítor Pereira tudo tem feito para valorizar o sector da arbitragem. Infelizmente, por vezes, parece que está sozinho pois são poucos os que colaboram com os responsáveis da arbitragem profissional. Uns por mero calculismo eleitoral, outros por manifesta incompetência e ainda outros por velhos interesses instalados.

A legislação aponta para um único conselho de arbitragem constituído por secções especializadas. O bloqueio estatutário das associações distritais tem atrasado também esta reforma. Até quando se manterá o bloqueio?

Foi tornado público que as eleições federativas teriam lugar em Fevereiro, logo até essa data devem ser dados todos os passos para actualização estatutária pois ninguém perceberia que estas eleições fossem realizadas com estatutos fora da lei… digo eu.

A arbitragem tem que ter uma atenção especial ao recrutamento, à formação e fundamentalmente à avaliação. Os jovens só aderem à arbitragem se perceberem as regras de funcionamento, estas têm de ser claras, transparentes, objectivas e rigorosas, para além dos incentivos legais.

Para essa reforma não podemos prescindir do saber, da inteligência, da competência e do prestígio internacional de Vítor Pereira.

Espero que assim seja.

Pontapé-de-Saída, A Bola, 13/12/2010


Adicionar comentário 13 de Dezembro de 2010

5 ANOS …..

Este espaço fez ontem 5 anos.
Um espaço sempre positivo.
Um espaço de reflexão local, regional e nacional.
Aqui são abordados assuntos desportivos e políticos de forma positiva.
Um espaço que só cá vem quem quer e onde se dispensa a falta de educação e respeito.
Continuem a passar por cá.
Obrigado.


1 comentário 13 de Dezembro de 2010

Artigos Anteriores