Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Novembro 2009
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

ESPIONAGEM ?

Se há coisa que não existe no "Face Oculta" é espionagem política.
O que existem são "conversas" que precisam de ser explicadas sobre diversos assuntos.
Explicações precisam-se, pois parecem que as conversas prometem.

16 de Novembro de 2009 pelas 23:15

Arquivado em: Política

7 comentários Adicionar agora

  • 1. Manuel da Costa  |  17 de Novembro de 2009 pelas 01:40

    E o conteúdo das conversas?
    Isso sim é bom que se saiba.
    Crime público tem que ser publicado.

  • 2. Paulo Matos  |  17 de Novembro de 2009 pelas 11:40

    O escriba de serviço do PS e de Sócrates, Vital Moreira (quem o viu nos comícios arreeiros do PCP em 75 contra o social fascismo do PS !) e quem hoje o vê a designar no “Público” - de “emboscada judicial-mediática” o trabalho da justiça no caso face oculta pensará: era esta a ideia que o marxismo leninismo tinha da função judicial do estado ? Isto para um professor de ciência política é um atentado à inteligência de quem como eu, apesar de discordância ideológica ainda se dá ao trabalho de ler este companheiro de Maria Manuel Leitão Marques que pugna pelo simplex também na justiça. Estamos no limiar da indecência no comentário político !

  • 3. David Soares  |  18 de Novembro de 2009 pelas 20:41

    Em Portugal vale tudo, desde que seja crime!

  • 4. KNegra  |  19 de Novembro de 2009 pelas 22:50

    Desculpe… conversas não! Existem conversas, muito dinheiro a passar de mãos, negócios chorudos, e quem se lixa é o “povinho” que paga o seu IVA, SS, IRS, etc.
    Além do corruptor (Godinho) existem os corrompidos (Armando Vara e seus pares). Enfim…uns cobrem e outros encobrem.
    A isto chama-se “italianização” do N/Portugal.
    A classe politica sem credibilidade e escrupulos a isto nos fez chegar.

  • 5. Jose Manuel Fernandes  |  27 de Novembro de 2009 pelas 12:45

    Tenho lido e ouvido da parte de varios cidadãos, esta defesa pela divulgação das conversas telefonicas do 1º Ministro. Para além da evidente ilegalidade que essa atitude provocaria, gostaria daqui de GRITAR o seguinte: As leis quando são feitas destinam-se no essencial à criação de regras da boa e sã convivencia Social e sem as quais não era possivel viver em comunidade, ou seja transcrever as conversas de um qualquer cidadão é expo-lo aos olhares gulosos da maldicencia publica e do gozo colectivo.
    Eu que socialmente sou bem comportado, não permitiria nunca que uma qualquer das minhas converas telefonicas fossem publicitadas, e pergunto a esses que defendem essa posição. PERMITEM que se faça durante um mês escutas aos seus telefones e que essas converass sejam posteriormente divulgadas ?
    O Pais tem baixa produtividade,,,, toda esta gente que faz depender a sua felicidade futura do conhecimento e do comentario da vida privada dos outros, melhor seria que ocupassem o tempo a trabalhar. Quanto aos professores de Direito que defendem estas posições, o unico comentário que se me oferece é o de dizer que com gente desta Muito Mal devem ir as Escolas de Direito neste Pais, mas já agora também eu gostava de conhecer as conversas que eles tem ao telefone uns com os outros.~
    Saudações Democraticas

  • 6. Jose Manuel Fernandes  |  27 de Novembro de 2009 pelas 13:08

    Estava tambem aqui a ver este comentario de Paulo Matos, que ilustra um pouco a inteligencia predominante de uma certa cultura que se instalou neste Pais, senão vejamos;
    Trata mal o Prof. Vital Moreira porque em tempos ele esteve associado ao PCP ! e a Zita Seabra também não esteve… e o Pacheco Pereira e Durão Barroso..
    Caro… as pessoas devem ser avaliadas pelas suas qualidades e capacidade de realizar acções para o bem comum, acredite a maioria dos Portugueses não são burros, portanto quando lhe apetecer tecer este tipo de comentários àcerca de outros cidadãos o melhor a fazer é guarda-los só para si, e para a comunidade onde convive.
    Depois faz um outro comentário negativo à adopção ao Simplex na Justiça, hum … agora percebo, você afinal faz parte dessa coorporação ou cooperativa do sistema judicial que vive à custa de todos nós e que não serve minimamente as nossa necessidades de justiça e que ainda por cime julga-se acima de qualquer critica, olhe o que me parece é que só quando todos nós os outros Portugueses decidirmos correr com todos por Incompetencia no exercicio de funções e ou inadaptação às evoluções da tecnologia e sociais . Então nessa altura essa vergonha da nossa Comunidade pode ser… que desapareça.
    Saudações Democraticas.

  • 7. Paulo Matos  |  02 de Dezembro de 2009 pelas 12:50

    José Manuel Fernandes só conheço um - o ex Director do meu jornal Público, que foi praticamente saneado pelo poder político dominante. O “outro” não conheço e, pelos vistos também não vale muito a pena dar-lhe troco. Ficamos assim… à espera de momentos mais inteligentes, que este, do dito, não foi lá muito brilhante. Já agora, não devem ser aceites saudações democráticas, por parte de quem, parece aceitar pouco a opinião alheia, e de democracia e, em particular de justiça, também revela, a espaços, alguma ignorância.

Deixe o seu comentário

Obrigatório

Obrigatório

Código HTML permitido:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>