Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Junho 2009
S T Q Q S S D
« Mai   Jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

CARLOS CANDAL

Morreu Carlos Candal.
Acaba de desaparecer uma das referências da política Aveirense.
Um homem de convicções e paixões.
Um homem de causas.
Recordo o apurado sentido político, a voz forte e convicta, o charuto, o sentido de humor superior e muita acutilância política.
Apesar de discordar muitas vezes das suas opções, sempre lhe reconheci uma capacidade política invulgar e uma frontalidade pouco habitual bem como uma intuição acima da média.
Aveiro fica politicamente mais pobre.
O PS perde um dos melhores.
Ao Afonso aqui fica um forte abraço de amizade, nesta hora de tristeza e de dor.

18 de Junho de 2009 pelas 12:37

Arquivado em: Política

7 comentários Adicionar agora

  • 1. Roma Resende  |  18 de Junho de 2009 pelas 16:49

    Tive conhecimento da sua morte através da rádio, pela voz do dr. Mário Soares.
    Sentidas condolências à sua família e paz à sua alma

  • 2. Zé Fidalgo  |  18 de Junho de 2009 pelas 17:07

    Um advogado singular!
    Um político frontal e inteligente!
    Uma voz temível!
    Uma ironia aristocrática!
    Um Senhor!

  • 3. candal  |  18 de Junho de 2009 pelas 22:35

    Muito mais que um senhor!
    Que teve muito azar mas que sempre lutou..

  • 4. Pedro Costa  |  19 de Junho de 2009 pelas 01:26

    Uma figura notável apesar de, sistematicamente, estar do lado oposto ao meu. Admirava-lhe sobretudo a coragem de falar sem receios, o que não abunda nem no PS nem nos restantes partidos políticos (PSD incluído).
    A sua morte retira um considerável peso político a Aveiro na esfera do PS.

  • 5. Paulo Matos  |  19 de Junho de 2009 pelas 08:47

    Poucas vezes trabalhei com ele no plano profissional como advogado. Muitas vezes apreciei o seu humor fino e a sua visão clássica da política, feita com honra e convicção. Poucas vezes encontrei socialistas com a sua inteligência e astúcia. A última vez que tive oportunidade de assistir à sua veia parlamentar foi numa das últimas assembleias da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro em que era seu par. À maneira clássica exigiu um regimento para a dita Assembleia (com vida curta) e disponibilizou-se para contribuir para a sua elaboração. Apreciei o homem público e a coerência de um político socialista “verdadeiro” como hoje há muito poucos. Paz à sua alma.
    Que os socialistas de aviário que hoje minam essa área ideológica ao menos saibam perpetuar o seu exemplo de coerência.

  • 6. Manuel da Costa  |  19 de Junho de 2009 pelas 08:50

    Os meus sentimentos.

  • 7. José Gouveia  |  19 de Junho de 2009 pelas 09:54

    Perdeu-se uma das grandes vozes da democracia portuguesa.
    Ao Dr. Afonso Candal o voto de condolências por tão dolorosa perda da familia Gouveia (Couchel-Vila Nova de Poiares)

Deixe o seu comentário

Obrigatório

Obrigatório

Código HTML permitido:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>