Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Julho 2008
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

O ESTADO DA NAÇÃO

Cavaco Silva vai falar ao País.
Só uma razão verdadeiramente importante pode justificar esta comunicação.
Aguardemos.

31 de Julho de 2008 pelas 14:16

Arquivado em: Política

7 comentários Adicionar agora

  • 1. Zé da Póvoa  |  31 de Julho de 2008 pelas 14:28

    Acredito que o Sr. PR queira agora explicar ao país a razão por que, quando visitou a Madeira, fez questão de não conhecer as zonas mais degradadas e de maior miséria existentes em todo o espaço nacional !

  • 2. António Correia  |  31 de Julho de 2008 pelas 16:13

    O Zé da Póvoa tem razão. O Presidente da República na vez de andar sempre com o Governo ao colo devia era fazer como o Dr. Mário Soares que com as suas presidências abertas mostrou as fragilidades do país. Isso sim seria um grande contributo para o país.

  • 3. Helder Simões  |  31 de Julho de 2008 pelas 16:30

    Antecipação da comunicação ao país:
    - A situação económica e social não é fácil, a crise internacional não está a ajudar a recuperação do clima de confiança dos consumidores que está no nível mais baixo desde 1986, ano em que ganhei as eleições legislativas, sei bem que é preciso injectar confiança aos portugueses para ultrapassar este obstáculo. É preciso que os portugueses se unam em torno deste objectivo e que as divisões internas se devem colocar em segundo plano.
    Se não for um apelo deste teor,será mera politiquice que não justifica tanto alarido.

  • 4. António Correia  |  31 de Julho de 2008 pelas 17:03

    Também concordo com com o Hélder Simões.
    Espero que Cavaco Silva não se comporte como o Dr. Mário Soares na altura em que Cavaco Silva era Primeiro Ministro.

  • 5. Zé da Póvoa  |  31 de Julho de 2008 pelas 23:46

    É caso para dizer que Cavaco perdeu uma boa ocasião para estar calado!
    O decreto foi aprovado por unanimidade pelo parlamento. Se agora há discrepâncias é porque a Avozinha não deu as melhores orientações ao seu grupo parlamentar. E se a criatura não cumpre com as ordens do Criador tem que levar “tau-tau”!

  • 6. Manuel da Costa  |  01 de Agosto de 2008 pelas 03:46

    Apoiado!
    Os Açores pertencem a Portugal e não podem ser um tubo de ensaio socialista.

  • 7. Helder Simões  |  01 de Agosto de 2008 pelas 12:02

    Comentário pós comunicação:
    Fiquei frustrado. Se os problemas queo País atravessa não justificam qualquer intervenção do nosso PR, é porque tudo vai bem.
    A pompa e circunstância desta intervenção, que teve o condão de fazer interromper as férias do nosso Presidente, fazia prever uma declaração deveras importante para o País.
    Tal não aconteceu e o PR veio reclamar de uma lei aprovada por unanimidade pelo Parlamento - o que é muitíssimo raro - o que demonstra a total concordância da classe política em relação a este assunto.
    Ora, se 230 deputados estão unânimes ao apoiar este Estatuto Político Administrativo para os Açores e o PR discorda dele, quem terá razão. A meu ver, não é o Parlamento que está mal, mas sim o PR que perdeu uma excelente oportunidade para continuar de férias que de politiquice o povo não precisa.

Deixe o seu comentário

Obrigatório

Obrigatório

Código HTML permitido:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>