Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Julho 2008
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

VÃO ÀS COMPRAS

A dificuldade em perceber as realidades para algumas pessoas é tremenda.
Talvez por devoção ou então para poderem agradar a quem manda.
O impacto da redução do imposto é pouco ou nada significativo.
Vai ter um impacto reduzido na carteira dos consumidores.
A sugestão para alguns é mesmo irem às compras, vão ao supermercado….
E depois falem ou escrevam.

02 de Julho de 2008 pelas 20:16

Arquivado em: Política

6 comentários Adicionar agora

  • 1. PAULO MATOS  |  02 de Julho de 2008 pelas 23:07

    Acabei agora de ouvir o “determinado” 1º ministro em campanha (perdão, entrevista) a RTP 1, anunciar deduções no IRS dos escalões mais desfavorecidos e a baixa dos limites do IMI. Não foi a Manuela Ferreira Leite que falou na necessidade de baixa do IMI ? Mas o que é intolerável é a forma como os comentadores logo a seguir parecem ter esquecido, num ápice, a grave crise económica e social que atravessa as empresas e as endividadas familias portuguesas, para enaltecer o optimismo do 1º ministro e a sua explicação da crise com a conjuntura internacional (vulgo, o aumento do petróleo e das taxas de juro) que ele espera combater com o betão e os grandes investimentos públicos. Lembram-se quando o Guterres derrotou o psd falando das “pessoas” contra os “números e o betão” do tempo do Cavaquismo. Que PS é este ? As maiorias absolutas dão mesmo cabo da memória aos políticos e aos analistas que bajulam o poder ! De repente, por causa de uma entrevista de propaganda dlo 1º ministro, já o que disse MFL ontem à TVI não faz sentido. Chamem o Medina Carreira para pôr seriedade no comentário político…

  • 2. Silvia Cordeiro  |  03 de Julho de 2008 pelas 02:50

    Sempre que Sócrates está em apuros lá aparece uma entrevista na providencial RTP.
    Manda quem pode.

  • 3. Zé da Póvoa  |  03 de Julho de 2008 pelas 12:53

    A entrevista do Sócrates já vinha sendo anunciada pela RTP de há 2 semanas a esta parte.
    De resto, seria espúrio pensar que ele precisava de dar resposta às questões suscitadas pela Avozinha, pela simples razão de que ela está “xé-xé” e o que diz hoje, desdiz amanhã, com a agravante de querer fazer voz grossa a exigir estudos que são públicos e estão na Internet à disposição de todos !
    No encontro de Guimarães a Venerável Srª. disse que o dinheiro dos grandes investimentos tinha que ir para aliviar os desgraçadinhos (como ela mudou?), agora vem dizer que afinal o país não tem dinheiro para nada. Em que ficamos?
    Penso que o facto de ser administradora do Banco Santander e ter que agradar aos seus patrões espanhóis a vai condicionar em termos políticos.

  • 4. José Carlos  |  03 de Julho de 2008 pelas 22:55

    O senhor primeiro ministro finalmente percebeu que a politica do enrecimento daqueles que mais têm, está a pesar negativamente na sua popularidade. Tenho verificado ultimamente que o Canal 4 está a contribuír ( fazer pressão) para criar uma imagem negativa do governo. Será porque um dos Chefões da dita cuja (tv), estar a ser investigado pela PJ. Pois é! Enquanto o Senhor Engenheiro fez o frete aos todos poderosos, a coisa andou sossegada. Já agora, este exemplo que sirva de lição para todos os partidos politicos, não andem constantemente a prometer mares e fundos e depois de estarem no governo não cumpram o prometido e mais grave do que isso é andarem sempre a reboque das directrizes (ordens) dos mais poderos em prejuízo dos mais pobres. De uma coisa estou convicto, já não há Robin dos Bosques como antigamente!

  • 5. Silvia Cordeiro  |  04 de Julho de 2008 pelas 12:26

    Dizer que a Dra. Manuela Ferreira Leite está Xé-xé é sinal desespero dos assalariados socialistas.
    O tacho vai acabar…

  • 6. Manuel do Adro  |  06 de Julho de 2008 pelas 11:40

    Não poderia estar mais de acordo, com a análise feita pela comentadora Silvia Cordeiro. Essa gente com história farta de sinais negativos, que de socialistas só têm o nome, na prática são a burguesia da elite… como veem o caminho distorcido com a presença activa de uma mulher que já deu provas de ser capaz, querem mexer-lhe no seu intelecto da forma mais “baixa” e vernácula, à sua maneira claro.
    Ou vão dizer-me que algumas das medidas recentemente tomadas por o governo solcialista, se devem a uma estratégia há algum tempo pensada e não ás recentes atitudes de oposição da drª Ferreira Leite?

Deixe o seu comentário

Obrigatório

Obrigatório

Código HTML permitido:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>