Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Fevereiro 2008
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  

CORREDOR DO PODER

A RTP estreia hoje o programa Corredor do Poder.
O debate político volta ao serviço público de televisão.
Vai ter um painel fixo de 5 comentadores moderado pela jornalista Sandra Sousa.
Ana Drago, Margarida Botelho, Nuno Melo, Marcos Perestrello e Marco António Costa vão discutir a actualidade política.
Fico particularmente satisfeito com a escolha de Marco António Costa.
É uma grande oportunidade.
Bom programa.

28 de Fevereiro de 2008 pelas 10:22

Arquivado em: Política

6 comentários Adicionar agora

  • 1. Paulo Oliveira  |  28 de Fevereiro de 2008 pelas 12:47

    Se é ou não um bom programa ainda vamos ver mas que a escolha de Marco António é boa não tenho dúvidas.

  • 2. odete pinho  |  28 de Fevereiro de 2008 pelas 22:56

    estou curiosa.estes debates fascinam-me ,talvez por ter uma licenciatura em Administraçao publica e ter muitos anos de serviço publico.
    atrevo-me a dizer que e uma obrigaçao da televisao publica lançar este tipo de programas,pois o melhor programa que temos é sem duvida o pros e contras.
    Contudo penso ainda existir uma grande lacuna que e o incentivo e a oportunidade da participaçao dos cidadaos neste tipo de debates.
    quanto aos temas deviam tambem ser mais abrangentes

  • 3. Alberto Morais  |  28 de Fevereiro de 2008 pelas 23:13

    Será possível que ninguém fala/discute algumas aberrações que o sistema de avaliação de professores irá criar? A saber:
    1. A falta de preparação/formação dos prof. titulares para avaliarem os seus pares.
    2. Professores de uma disciplina a avaliar prof. de outra (ex: um prof. de Ed. Visual a avaliar um de Ed. Física e vice-versa!!!)
    3. O avaliador pode ser um professor com bacharelato e irá avaliar os seus colegas alguns com Mestrados e Doutoramentos.
    4. A avaliação é necessária e existe em todas as profissões, mas por alguém que está hierarquicamente num posto superior pois não é isso que acontece.

  • 4. Ana Castro  |  28 de Fevereiro de 2008 pelas 23:32

    É lamentável que num programa televisivo que se estreia hoje, a moderadora, a Drº Sandra Sousa, num debate sobre a reforma do ensino, não tenha tentado obter préviamente conhecimento sobre os conteúdos curriculares, por exemplo: - Programa curricular do 1º ciclo do ensino básico e as respectivas àreas curriculares (Motricidade, Artes,etc.) - assim é mais fácil os representantes do ministério mandar calar os outros intervenientes.
    Atenciosamente,

    Ana Castro

  • 5. Paulo Oliveira  |  02 de Março de 2008 pelas 00:51

    Não vi o debate todo mas do que vi fiquei com a sensação (ao contrário do que diz a Ana Castro) que a moderadora estava bem preparada. Admito que não dominasse as questões de pormenor mas isso estou certo que nenhum dos participantes do debate também o fizesse. A ideia do programa é falar das questões políticas e não das técnicas emboras estas tenham muitas vezes grande reprecurssão.
    Já quanto ao debate em sim julgo que este programa não irá ter grande impacto no futuro. A obrigatoriedade que a RTP tem enquanto estação de serviço público de ter ali representados todos os partidos com assento parlamentar condena, na minha opinião, o programa ao fracasso ou a níveis de audiência bastante fracos.
    Ter cinco pessoas a opinar sobre um mesmo assunto retira ritmo ao debate, não proporciona confronto e torna o programa pouco estimulante.
    De qualquer forma os participantes no debate me parecem muito bons e pode ser que vingue.

  • 6. Alberto Morais  |  09 de Março de 2008 pelas 03:15

    Parabéns pelo comentário.

Deixe o seu comentário

Obrigatório

Obrigatório

Código HTML permitido:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>