Autor

Categorias

Últimas Linhas

Arquivo

Janeiro 2006
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

DAKAR TRISTE

É verdadeiramente trágico este final do Lisboa-Dakar.

A classificação é secundária, pois hoje aconteceu mais uma morte.

No dia seguinte ao drama que custou a vida a uma criança, mais uma morte no rali, entre Tamabacounda e Dakar.

Os portugueses continuam a integrar o top-ten, nas motas e nos carros.

Hélder Rodrigues continua na nona posição, Carlos Sousa ocupa o sétimo lugar.

Na etapa de hoje merece uma referência especial Miguel Barbosa. Pela primeira vez no Dakar fez uma prova espectacular.

Vamos nos próximos dias aqui analisar esta revelação para uma estreia.

A vontade em falar no rali é muito pouca. Esta prova merece uma profunda reflexão também em Portugal.

Na partida os membros do governo ocupavam todo o espaço mediático, agora era importante saber a opinião dos mesmos sobre as mortes em plena competição.

As regras vão sofrer alterações. É inevitável.

Até ao momento já morreram três pessoas.

Merece reflexão.


Adicionar comentário 14 de Janeiro de 2006

PERIGO

Nos diferentes canais de televisão, hoje pela hora de almoço, foi possível ver uma mega operação stop na segunda circular em Lisboa.

Segundo as autoridades, nesta operação o objectivo era controlar e dissuadir os que prevaricam e não cumprem a lei, excedendo os limites de velocidade, tendo as suas viaturas sido alteradas.

Viaturas alteradas, excessos, incumprimentos? Onde é que eu já vi isto?

Pois é, não vi ninguém defender a colocação de lombas na segunda circular.

O que vi: viaturas apreendidas, multas e uma grande vontade e firmeza na segurança de pessoas e bens.

Temos em Oliveira de Azeméis, também assistido s famosas "corridas", com especial destaque nos orgãos de comunicação social.

Fico muito preocupado quando vejo responsáveis pela manutenção da ordem pública dizerem que já sugeriram a colocação de lombas, justificando assim toda a sua impotência para cumprir a missão que todos lhe confiamos.

Imaginem que todas as autoridades lhe seguiam o exemplo.

As inúmeras viaturas que diariamente circulam na Av. D. Maria, não podem nem devem ser prejudicadas, pelas brincadeiras de alguns (poucos) que teimam em abusar da sorte e da passividade das forças de segurança.

Se não podem, se não tem meios ou equipamentos, peçam ajuda ou colaboração a quem já acabou com estas brincadeiras perigosas.

Qual a razão para continuarmos espera?


1 comentário 14 de Janeiro de 2006

VALEU A PENA

Valeu a pena. O programa Terra a Terra da TSF, transmitido em directo de Oliveira de Azeméis foi um verdadeiro sucesso.

Das tradições ao futuro, do Xico Moleiro ao Grupo Simoldes, do orgulho dos sapatos originalidade das cestas de fitas, da industria agro-alimentar (arroz, queijo,leite, iogurtes) aos mercados mais distantes como por exemplo a China, sem nunca esquecer o pão de Ul e os rojões do mestre Lindolfo.

O extraordinário meio de promoção, superiormente conduzido pelos jornalistas José Alvarez e Ramiro Santos, onde os convidados não desperdiçaram a oportunidade de elevar o ego dos Oliveirenses.

Mostrámos que em qualquer parte do mundo, existe sempre algo ligado a Oliveira de Azeméis.

Que é um concelho com enormes potencialidades, que não esquece nunca o passado, mas tem os olhos colocados no futuro.

De Ferreira de Castro Universidade de Aveiro, a educação como um referencial, recordando a Ex-Escola Industrial, nunca esquecendo o turismo, seja de negócios ou o cultural como é o caso do Parque Molinológico.

Espero que este programa tenha sido escutado com atenção, muito em particular por alguns profissionais da critica do tudo e do nada.

Resumindo, valeu a pena.

Parabéns TSF por ter escolhido Oliveira de Azeméis.


1 comentário 14 de Janeiro de 2006

CAVACO MOBILIZADOR

Manuela Ferreira Leite e Rui Rio, estiveram em Oliveira de Azeméis para participarem na conferência organizada pela estrutura de campanha da candidatura de Cavaco Silva.

Primeiro registo para a numerosa assistência que se deslocou ao 6º piso do Hotel Dighton (ver imagens).

Nota especial para o interesse mediático desta conferência, com transmissão em directo em duas rádios, AZ FM e IFM.

Muitas questões colocadas pela assistência, demonstram bem o interesse em escutar os palestrantes.

Rui Rio explicou a necessidade de ser implementado um espírito reformista no nosso país, justiça, administração pública e emprego foram alguns dos temas discutidos. Credibilidade no poder político, logo no principal agente, defendeu Rui Rio apelando ao voto, para uma vitória de Cavaco Silva primeira volta.

Por seu turno, Manuela Ferreira Leite, defendeu os governos de Cavaco Silva, como os que mais reformas fizeram em Portugal. Deu vários exemplos , em especial no sector da educação.

Destacou o valor da estabilidade, bem como na necessidade de melhorar os índices de confiança da nossa economia, em especial dos nossos empresários.

Apontou a abstenção como principal adversário de Cavaco Silva.

Qual o papel do Presidente da República? Esta questão foi muito discutida, nomeadamente no que diz respeito aos grandes investimentos públicos.

Qual o perfil ideal para o exercício das funções, quando Portugal está numa encruzilhada, foi também assunto a prender a assistência até ao final da conferência.

Os comentários mais ouvidos no final, foram "valeu a pena".

Pelos sinais dados Cavaco Silva vai na próxima terça feira, na sua sede de campanha, ter uma agradável surpresa.


Adicionar comentário 14 de Janeiro de 2006